Filosofia Musical

Homem

Homem

Na música estudamos que a harmonia é a beleza em sua totalidade, ou seja, em todo seu corpo

Acordes e alma

Acordes e alma

Os acordes a individualidade é a sua alma.

Consonância e dissonância

Consonância e dissonância

Nem sempre a vida é de beleza, de consonância, mas a dissonância pode ser usada e se resolvida se torna bela.

Musica e alma

Musica e alma

A própria alma é divida em Inferior é aquela que controla os nossos desejos, paixões e exige temperança ou moderação; A media é a que controla a coragem: defesa, proteção, aptidão, guerreiros, profissão, música e a superior são os sábios, os filósofos e a justiça que reflete sobre tudo e sobre todos

Música e sentimentos

Música e sentimentos

A felicidade é certa atividade da alma, dirigida pela vida perfeita, conquistada pela prática da virtude.

Método Socratico

Método Socratico

O método socrático de ensinar é a ironia (eironeia=interrogação) e a maiêutica (maieutiké= arte de assistir ao parto). A ironia levava seus ouvintes a descobrirem seus erros a maiêutica em fazer “os espíritos dar à luz”, ou seja, em fazê-los descobrir por si próprios as noções e verdades que possuíam sem o saberem.

Método dialéticos

Método dialéticos

A dialética em sentido amplo é a arte de raciocinar, de argumentar ou discutir.

Tese, antitese e sintese em música

Tese, antitese e sintese em música

Tese, antítese e síntese, ou seja, afirmação, negação e negação da negação. O ser é: é a afirmação ou a tese. negação ou antítese: o ser não é. A tese consiste em só ter em conta os bens celestes. A antítese, em apenas estimar os bens terrenos. A síntese, em reconhecer que os bens terrenos condicionam os bens celestes e devem ser buscados em função deles. Em Hegel, a tese é a ideia se realizando na natureza e no espírito. Em Marx a tese é a matéria criadora de ideias.

O trabalho musical

O trabalho musical

O trabalho é um dos mediadores da existência humana, na medida em que os homens transformam a natureza e a si mesmos. É a ação que o identifica como homem Se o existencialismo diz que a existência precede a essência, o trabalho pode ser considerado esta essência humana. Trabalhar é condição imprescindível para que o indivíduo se humanize, para que seja um ser humano. O trabalho é necessário para humanizar os indivíduos como pode também degradá-los, desumanizá-los.